Escolhendo pessoas

Comecei a perceber que os meus amigos estão espalhados pelo mundo, que medo isso me deu. Não acompanho os casamentos, os filhos, separações… É uma sensação estranha ter que observar tudo por fotos, sempre felizes e editadas no Picasa. Nesta “nova” vida que escolhi, muita gente surgiu e nada é tão bom quanto descobrir pessoas diferentes. Sentir que, de alguma forma, você está contribuindo e fazendo parte de outra história. Amigas mais novas que adoto como irmãs fazem uma possível carência sumir em uma noite de sorrisos e Fanta uva. Ser coadjuvante de histórias que já vivi e poder revisar alguns roteiros mal escritos. Saber que os segredos sempre estão bem guardados comigo e não concordar com tudo só por uma aventura.Contudo, a melhor parte de ser irmã mais velha de uma amiga é saber que por mais distantes que um dia a gente possa ficar, a irmandade postiça nos une.

Xêro,

Tÿta Melro

.

Imagem: Reprodução

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: