Nas estradas do Brasil

Aproveitei as férias do maridon para sair da rotina e cair na estrada quase que literalmente.

Desde o ano passado tenho feito viagens de carro pelo Brasil, e garanto que quem gosta de aventura, vicia na estrada nos primeiros 100 km.

Desta vez fomos à região sul – saindo de Campinas para o Paraná e depois seguindo à Santa Catarina. Passamos por cidadezinhas lindas, e lugares que nem imaginava existir por aqui.

Em Curitiba ficamos por dois dias, e o primeiro passeio foi ao jardim botânico, onde fica o palácio de cristal – no qual eu moraria facilmente e me tornaria uma princesa, toda montada nas gérberas.

Conheci a Unilivre.  Universidade que foi inaugurada por Jacques Cousteau.  Com sede em uma torre de madeira no meio de um bosque surreal, mata nativa, um lago incrível e vários pássaros cantores . Certamente eu nunca mataria aula.

O teatro Ópera de Arame, em uma visão super futurista e o museu Oscar Niemeyer – um olho gigante no meio da avenida.

Barzinhos com comidas gostosas e valores dignos, comparados a São Paulo.

  • Soviet Vodka Bar – Comidas típicas russas e muita opção de vodkas gringas.
  • Diária do Ibis R$105,00 realidades.

Na ida para Santa Catarina passamos por Pomerode. A cidade mais alemã do Brasil.  70% da população com descendência germânica e muitas crianças com madeixas platinadas e pele rosinha. A arquitetura bem européia e comidas altamente deliciosas, cheia de linguiça, chucrute e muito chopp artesanal. E a cada dia mais 3 kg para trazer de lembrança.

Eu moraria em Balneário Camboriú e passaria o resto da vida tentando entrar naquele lindo mar gelado. Ir para lá no inverno foi bom por não ter que dividir o calçadão com mais 999 mil pessoas. Contudo, nesta época do ano muita coisa bacana não funciona.

Uma cidade com muita gente linda, jovens e esportistas. Praias selvagens e redutos naturalistas. Bons lugares para compras e passeio de teleférico.

A praia dos amores, com ondas grandes para os surfistas e o Estaleirinho, onde tem os melhores clubes de balada na praia.

  • Didge pub – influência australiana, pratos deliciosos e cerveja mega gelada.
  • Diária do Marimar the place em baixa temporada R$124,00 realidades ou R$300 realidades no verão.

Florianópolis fica a aproximadamente 80 km de Balneário e seria a minha segunda opção de moradia. A orla é linda, pessoas simpáticas e arquitetura nada modesta, porém bem convidativa.

Em Jurerê, Brava e praia Mole, o lema é: Se fui pobre não me lembro – em bares extremamente glams e sexys, impossível não se sentir a Madonna em Ibiza.

Como fazia em média 25° a 30°, a praia era quase que particular e os bares com o atendimento praticamente vip. Fora que os valores da maioria dos serviços caem em 40%.

Foram mais 1.500 km de estrada no meu “currículo de rodas” pelo Brasil, e com tantas coisas fascinantes a serem descobertas no meu país, eu ainda não vejo razão suficiente para gastar em dólar e euro. Continuo com os botos e araras por aqui.

Xêro,

Tyta Melro

.

8 thoughts on “Nas estradas do Brasil

  1. Leo Trindade diz:

    Eita, vocês foram à Curitiba e não desceram a Serra da Graciosa e foram pra Morretes comer um Barreado? Vão ter que voltar.

    Eu não sinto falta de morar no Paraná, mas existem lugares muito bonitos no Sul. Acho que só saio de São Paulo daqui uns 20 anos ou em um caixão.

    As fotos ficaram ótimas e o post também.

    Parabéns, meu bem.

    Espero a presença de vocês aqui na minha humilde residência paulistana.

    Xeros.

  2. Dona Matilda diz:

    Nooosaa… que demaissss… sempre tive vontade de sair viajando por ai.. conhecer varios lugares.. e vc ta realizando meu sonhoo uhhull!!!
    Adoreiii as fotos, adorei ‘te ver’ mais.. e conhecer sua familia linda!!
    Suuper beijo!!!!

  3. Emerson diz:

    Envy! Envy! Envy! Querida, que bom saber que está se divertindo. Mês que vem será minha vez, quero twittar feito loko pra vc. Quero me divertir, esquecer de tudo e continuar tranquilo, como meu amigo @rodrigoMeyer sempre me aconselha. Quero viver até o fim, priorizando a vida e todas as futilidades que me são tão importantes. Adoro você. e=)

  4. Oi Tyta querida!!!
    Muito obrigada pelo carinho…Quer dizer q estivesse pela minha cidade é?? Tomara q tenhas gostado!!
    Beijocas amore

  5. Layanne Azevedo diz:

    Amiga como vc tá linda!
    Magrinha… seu cabelo está lindo…
    Quero ver mais fotos não q chega a apertar o coração de saudade…
    Te amo!

  6. roberta diz:

    monaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa…estais com a vida que pediu a Deus ne???????? Aproveita que o Braz eh tesoureiro…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk te amooooooooooooooooo

  7. Nana diz:

    O Sul é tudo de bom, né? Da proxima vez que for, nao deixe de visitar as praias que ficam um pouquinho mais distantes.. tipo Palhoça, Guarda do Embau… uma delícia!!
    Lindas as fotos da viagem🙂
    Bjx

  8. Melissa Marques Rodrigues diz:

    Lindos!!! Bjs, saudades.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: