Com ou sem neném?

Digamos que apesar da minha pouca idade, a idéia de ter um filho, (inconscientemente) vem desde a época em que eu preferia brincar de bonecas do que ficar nessa de esconde-esconde. Se bem que uma coisa leva a outra, basta mudar a ordem dos fatos.

Toda mulher que sonha em encontrar um príncipe e casar com ele, pensa também em ter filhos. E como é fácil gerar um, já não diria o mesmo para criá-lo.

Imagine aquele pensamento de que; ‘Coitada da minha mãe, não dorme até eu chegar em casa’. Pois isso realmente passa ser a sua dura realidade de hoje em diante.

Sabe aquelas meninas de barrigão que são olhadas de lado pelos corredores da escola? Não, eu não fui uma delas. Foi simplesmente aquela delícia de que” estava faltando alguma coisa no nosso relacionamento” e  “se somos dois em um, que tal ter um que será nós dois?”

Esqueci daquele velho ditado que ser mãe é padecer no paraíso e comecei com os ‘padecimentos’ de cólicas e enjôos, que com uns poucos meses vieram os pés inchados, seguindo da falta de posição pra dormir e pouca disposição para ‘brincar de fazer neném’ (ainda tenho medo de usar essa expressão).

E naquela ansiedade do nascer, percebi que nove meses é tempo demais. E quando nasceu… Nossa! que linda e perfeita. Foram dias e dias sem tirar os olhos dela, e sem dormir também – afinal nem a maior vaca holandesa supri a sua fome.

E no espelho as estrias, e esse culote que não era meu? Os meus peitos que não são mais pré- adolescentes, agora são adultos até demais.

Hoje a minha filha já vai completar 1 aninho, e ainda bem que o tempo passa rápido, afinal eles são super dependentes.  Contudo, com o tempo vão crescendo, se desenvolvendo e até andando com as próprias pernas. Mas, uma coisa é certa: Depois que pari, nunca mais comi, nunca mais bebi, nunca mais dormi…

Fazer amor é uma delícia, um filho então nem se fala – mas criar é outra história, só vivendo pra saber. Porém, nada que um sorriso banguela não pague.

A minha dica é; Comece tendo um cachorro para ter ¼ da idéia de como é ter um filho, e leia o poema Enjoadinho, para ter uma pequena noção da agitação e a maravilha do que é ser mamãe.

Por: Maria Teresa

4 thoughts on “Com ou sem neném?

  1. Adorei a matéria! E é isso mesmo que ocorre!

    Pena que não foi comigo a entrevista🙂

    Bjo.

  2. tete diz:

    menininha linda da mamae!

  3. Dona Matilda diz:

    Ouunnnnnn que lindooo!!!!
    Quase choreii.. juroo!!!

    Tenho vontade de ter filhos, um dia!!! Mas não consigo nem imaginar como é essa experiencia!!!

    Amei o post!!
    Foto linnnda!!!
    Bjaooo!!

  4. sarah Lucy diz:

    Lindo depoimento. Acredito que toda mulher nasceu pra ser mãe. Isso é fato!!
    e das dificuldades… oq é fácil hj em dia??!!, realemente ver o seu pedacinho crescer deve compensar qualquer coisa.
    Bom,o meu dia chegará!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: